O culto doméstico é uma prática extremamente importante para desenvolver o crescimento espiritual e fortalecimento da família na fé em Cristo. Por isso, convoque sua casa e separe um dia da semana para que todos juntos possam partilhar de um momento de oração, adoração e estudo bíblico.

Eu e minha casa serviremos ao Senhor - Josué 24:15

Como fazer cultos domésticos?

As reuniões em família costumam ser menos formais que os cultos na igreja e podem ter a "cara" da sua família. Podem seguir um formato tradicional com:

  • Louvor - cânticos espirituais, hinos, salmos, canções de louvor
  • Oração - agradecimento, entrega  e adoração
  • Palavra - leitura bíblica, exposição, estudo, reflexão conjunta, aplicação
  • Oração - Intercessão, agradecimento, pedidos, necessidades da família

Mas o mais importante de tudo é dar início, envolvendo desde os menores aos mais crescidos da família.... É preciso começar!

Confira a seguir 12 dicas sensacionais que separamos para você e comece hoje mesmo a cultuar a Deus com a sua família: 

1. Primeiros passos - culto no lar

Convide! Caso seus familiares ainda não tenham adotado esse valioso costume cristão, experimente iniciar esse importante tempo em sua casa. Converse com sua família e, mesmo que não sejam evangélicos, convide-os a participar.

2. Marque na agenda!

Faça do culto doméstico um momento especial em que todos em casa possam participar. Por isso, marque na agenda familiar e encontre o melhor dia e horário, para que todos possam estar presentes.

3. Comprometa-se

Faça disso um compromisso inadiável no lar. Com o passar do tempo, surgirão outras atividades, contratempos e imprevistos. Mas, ore e assuma esse compromisso com Deus e com seus familiares. Empenhe-se em cumprir o combinado, realizando os encontros no dia e horários previstos, sem atrasos ou cancelamentos. O importante é não abrir mão do culto em casa, fazendo dele um bom tempo de comunhão e celebração a Deus. 

4. Frequência das reuniões domésticas

Veja qual a disponibilidade do seu grupo familiar. Talvez, no início, possam começar fazendo uma vez por semana. Depois, conforme a possibilidade, poderão ir aumentando os dias e alterar o formatos dos encontros na semana. 

Diariamente: Esse é o ideal de momentos de culto junto da família. Separe um momento do dia (no início da manhã, ou no fim da tarde) para que a família se reúna e preste culto a Deus. Os devocionais diários são boas opções para usar nesses momentos.

Dias alternados: Talvez seja difícil reunir toda a família todos os dias. Por isso, alterne com os dias que já tenham compromissos ou encontros na igreja, por exemplo.

Semanalmente: Essa talvez seja a opção que melhor atenda aqueles que estão começando. Escolha um dia da semana e programe um encontro especial com a família. Com o passar do tempo poderão aumentar para 2 ou 3 dias na semana. 

Confira diariamente o nosso Devocional Diário

5. Tempos de oração

Momentos de oração em família são muito importantes para o fortalecimento da fé de toda família. Estenda a oração em vários momentos do dia em família: orem nas horas das refeições, ao se deitar e levantar, ore com o seu cônjuge, com seus filhos, com seus pais e irmãos. Nos cultos domésticos partilhe momentos de oração conjunta:

  • Motivos para pedir
  • Motivos para agradecer
  • Motivos para interceder

Peça a cada pessoa que diga 1 motivo de agradecimento e 1 pedido de oração (necessidade pessoal ou alheia). Orem uns pelos outros. Esse deve ser um momento edificante sem que ninguém se sinta constrangido a "ter" que orar. Com o tempo, as pessoas ficarão mais à vontade para participar nas reuniões.

6. Período de louvor e adoração

Os tempos de louvor podem variar conforme o gosto e aptidão musical da família. É claro, se houver músicos em casa, aproveitem os talentos para louvar a Deus com as vozes e instrumentos. Mas que isso não seja um fator limitador. Há várias alternativas: 

  • Vozes - acapela  (louve a Deus só com vozes e corações)
  • Playbacks - (grande parte das canções de louvor e hinos possuem playbacks disponíveis na internet) 
  • músicas de fundo (coloque a música escolhida no celular ou cd e cantem juntos com ela)
  • instrumentais (escolha canções cristãs em instrumental e louve a Deus através desses sons)
  • Leitura de Salmos - os salmos são canções, poemas e orações que podem expressar a intenção do coração

Escolha 1 ou 2 canções que a maioria conheça e que não sejam extensas:

  • Hinos e cânticos congregacionais
  • Músicas infantis evangélicas (se tiverem crianças na família, não se esqueça dos pequeninos!) 
  • Peça que outra pessoa sugira e ou participe com um louvor (quase todas as famílias tem talentos e prodígios musicais)

7. Leitura sequenciais da Bíblia

A Palavra de Deus é e deve ser o ponto principal de qualquer culto. Leia livros bíblicos completos através de uma leitura sequenciada. Escolha o livro e comecem lendo 1-3 capítulos por cada dia. No fim, comentem o que aquela passagem ensinou a vocês. Dependendo da extensão do livro escolhido, será possível ler até um livro inteiro durante o culto.

Comece pelos Evangelhos, por exemplo. Incentive sempre a leitura bíblica, mesmo das crianças pequenas.

8. Ensinando histórias Bíblicas

Escolha uma história Bíblica e prepare-se para contá-la aos familiares. Caso tenha crianças, busque material visual (imagens, livros com figuras etc:) para melhor compreensão dos pequeninos. Leia trechos bíblicos importantes acerca da história (estude e prepare previamente!). Tente responder às questões:

  • Quais as personagens mais importantes da história? O que eu aprendo sobre Deus e as pessoas?
  • O que a história me ensina sobre Deus? Como Ele interveio?
  • Como os acontecimentos ali apontam para Jesus?
  • Que lições eu aprendo com a história?
  • Aplicação pessoal - Como praticar o que aprendemos?

9. Estudos bíblicos

Estudar a Bíblia continua sendo um importante modo de buscarmos compreender melhor a Palavra de Deus. Conheça e prossiga conhecendo (Oséias 6:3) a cada dia. Motive a sua casa a aprender princípios preciosos através de um olhar mais atento sobre as Escrituras. Há vários modelos e maneiras de se estudar um texto. Veja algumas opções: 

  • Estudo bíblico indutivo: Esse tipo de estudo é bastante interessante e muito simples de ser realizado com sua família. Nele vocês seguirão o método OPA, que são 3 passos fundamentais:
  1. Observar: O que diz a passagem? Atentar para o que está escrito e fazer perguntas sobre o texto.
  2. Perceber: O que significa? Compreender qual é a interpretação daquilo que o texto diz? Debate dirigido.
  3. Aplicação: Como viver hoje aquilo que aprendemos com o texto? Perguntas sobre forma de praticar o aprendido.
  • Estudo Cronológico da Bíblia: Estudo dos livros da Bíblia na ordem em que os eventos ocorreram na história. Há livros ou planos de leituras que possibilitam o estudo neste formato.
  • Estudo dirigido: Elaborar um roteiro que ajudará a compreender melhor a passagem estudada. Fazer perguntas ao texto são boas opções. Nossa dia: Façam a leitura e estudem à passagem tentando responder às seguintes questões:
  1. Existem outros textos bíblicos relacionados a esse?
  2. Qual (quais) mandamento(s) descrito(s)?
  3. Que características de Deus podemos encontrar?
  4. O que o texto apresenta sobre Jesus?
  5. Qual o pecado a ser evitado?
  6. Qual as lições que aprendo com a passagem? 
  7. Qual a lição principal?
  8. Aplicação pessoal - Como praticar o que aprendemos?
  • Estudo sequencial dos livros: Vocês podem optar por estudar todos os livros da Bíblia na ordem que aparecem. Escolha uma boa Bíblia de Estudos (Genebra ou Thompson, por exemplo) estudem as análises referentes aos livros e sigam a leitura observando os esboços e comentários.

10. Testemunho pessoal

Esse pode ser um momento especial de testemunho particular junto da sua família. Partilhe  algum fato ou momento em que tenha experimentado da bondade, proteção e graça de Deus. Todos poderão testemunhar aquilo que Deus tem feito em suas vidas. 

11. Lista de oração e intercessão 

Preparem um caderno de oração e registrem os principais motivos de oração do dia. Outra opção é afixar os motivos de oração  em cantos diferentes (de onde estão reunidos). Ou escrever em pequenos papéis e distribuir entre o grupo. Separe um tempo da reunião para orar:

  • pela obra de Deus em todo mundo 
  • Igreja global 
  • pelos missionários, pastores e obreiros
  • pelos líderes e governantes
  • Interceda pela salvação de parentes, vizinhos, colegas de trabalho ou da escola
  • pelos doentes conhecidos e desconhecidos
  • pelas crianças e idosos no mundo
  • pelos encarcerados
  • pelos desempregados
  • pelos que sofrem
  • pelas famílias
  • etc...

12. Jogos e brincadeiras bíblicas

Dinamize os cultos domésticos com alguns jogos e brincadeiras simples, que podem fazer a diferença na sua reunião familiar. Veja algumas opções:

  • Perguntas e respostas - prepare antecipadamente perguntas sobre passagens, personagens ou histórias da Bíblia.
  • Mímica ou desenhos temáticos - mini competição entre equipes - tentativa de transmitir sem palavras ideias sobre passagens, objetos ou personagens da Bíblia.
  • Ordem dos livros da Bíblia - motive a família a decorar a sequência dos livros da Bíblia de Gênesis à Apocalipse.
  • Versículo decorado - incentive sua família a decorar versículos bíblicos todas as semanas.
  • Quem sou eu? - Escreva num papelzinho o nome de personagens bíblicos e cole na testa de todos, sem que vejam. Cada um terá que descobrir qual o seu personagem, com perguntas que admitem somente SIM ou NÃO como resposta.

Veja também: Dinâmicas para células

Note: Cada família encontrará a melhor maneira para realizar os seus cultos domésticos. O importante é que se mantenha essa atividade com frequência e, preferencialmente, com a participação de toda família.

E lembre-se: mesmo sendo poucos, Deus estará presente com vocês. Vale a pena separar um momento do dia e abrir o seu lar para ter comunhão com Deus!