A parábola do Semeador é uma história ensinada por Jesus para mostrar as diferentes formas em que o Evangelho é recebido na vida das pessoas. Está registrada nos Evangelhos de Mateus 13:1-23, Marcos 4:1-20 e Lucas 8:5-15, onde também foi dada a explicação clara de Jesus acerca do seu significado. 

Jesus usou diversas parábolas como essa, com histórias simples do dia a dia, para explicar o Reino de Deus. Veja a parábola do Semeador descrita por Marcos:

Ele os ensinou contando várias histórias na forma de parábolas, como esta:
Ouçam! Um lavrador saiu para semear.
Enquanto espalhava as sementes pelo campo, algumas caíram à beira do caminho, e as aves vieram e as comeram.
Outras sementes caíram em solo rochoso e, não havendo muita terra, germinaram rapidamente,
mas as plantas logo murcharam sob o calor do sol e secaram, pois não tinham raízes profundas.
Outras sementes caíram entre espinhos, que cresceram e sufocaram os brotos, sem nada produzirem.
Ainda outras caíram em solo fértil e germinaram, cresceram e produziram uma colheita trinta, sessenta e até cem vezes maior que a quantidade semeada.
Então ele disse: Quem tem ouvidos para ouvir, ouça com atenção!.

Marcos 4:2-9 (NVT)

Explicação da Parábola do Semeador

Jesus contou essa ilustração de sementes sendo lançadas em diferentes tipos de solos para explicar os diferentes tipos de respostas que as pessoas dão quando ouvem a Palavra de Deus. E principalmente, chama-nos a atenção para que tipo de resposta nós próprios damos ao Evangelho.

Uma multidão ouviu ao Senhor enquanto ensinava à beira mar. Depois, quando estavam reunidos seus discípulos mais próximos, Jesus lhes explicou o significado da Parábola do Semeador: 

Então Jesus disse: Se vocês não entendem o significado desta parábola, como entenderão as demais?
O lavrador lança sementes ao anunciar a mensagem.
As sementes que caíram à beira do caminho representam os que ouvem a mensagem, mas Satanás logo vem e a toma deles.
As que caíram no solo rochoso representam aqueles que ouvem a mensagem e, sem demora, a recebem com alegria.
Contudo, uma vez que não têm raízes profundas, não duram muito. Assim que enfrentam problemas ou são perseguidos por causa da mensagem, cedo desanimam.
As que caíram entre os espinhos representam outros que ouvem a mensagem,
mas logo ela é sufocada pelas preocupações desta vida, pela sedução da riqueza e pelo desejo por outras coisas, não produzindo fruto.
E as que caíram em solo fértil representam os que ouvem e aceitam a mensagem e produzem uma colheita trinta, sessenta ou até cem vezes maior que a quantidade semeada.

Marcos 4:13-20 (NVT)

Os significados dos símbolos na Parábola do Semeador

Nesta história, exemplos práticos da vida comum carregam um significado claro no Reino de Deus:

  • A semente é a Palavra de Deus, o Evangelho na pessoa do próprio Jesus, que é o Verbo vivo.
  • O semeador é quem anuncia a Palavra de Deus.
  • 4 tipos de solo sãos os diferentes tipos de pessoas e as suas reações quanto à semente.
  • cada tipo de solo determina o que acontece com a semente em si próprio.
  • Beira do caminho - são pessoas que ouvem mas não creem, têm coração duro, não receptivo à Palavra de Deus.
  • as aves que comem a semente são símbolo de Satanás que vem e tira-lhes a Palavra para que não se salvem.
  • Solo rochoso - são pessoas superficiais, ouvintes emotivos mas com entraves internos, que impedem o Evangelho de criar raízes profundas.
  • calor do sol - problemas, provações, intolerância ou rejeição por causa da fé em Cristo que fazem alguns se desviarem.
  • Solo com espinhos - são pessoas que ouviram mas com o passar dos dias, são sufocadas por preocupações deste mundo e prazeres da vida. Esses têm inclinações gananciosas e egoístas, não dão frutos pois vivem para satisfazer seus próprios interesses.
  • os espinhos são as riquezas terrenas, os negócios que despertam ambição, ganância e paixão, enfim, é o amor por tudo que não é Deus.
  • solo fértil - são as pessoas que ouviram a Palavra de Deus e recebem-na com fé, com coração honesto e reto dão fruto, mesmo que para isso tenha que enfrentar dificuldades na vida.
  • colheita a 30, 60 ou 100 por 1 - são os muitos frutos produzidos através da boa semente recebida pela fé nos corações.

Os 4 tipos de solos explicados

A Parábola do Semeador ensina-nos que as sementes foram lançadas em diferentes tipos de solos. A Bíblia tem sido anunciada a diferentes pessoas em todo mundo. Todos que já ouviram o Evangelho de Jesus Cristo assumem uma postura em relação à boa semente. Por isso convém refletir sobre quem nós mesmos somos nessa ilustração:

Solo à beira do caminho

Há pessoas que ouvem o Evangelho e o rejeitam, se opõem ou simplesmente não compreendem o que é central na fé em Jesus Cristo. Infelizmente, neste caso, a semente nem sequer chega a germinar a terra, pois não encontra lugar no coração do ouvinte.

Parábola do semeador - imagens de pássaros comendo sementes no caminho, quem ouve e não entende a Palavra de Deus

Neste primeiro tipo, o solo duro firmado em si mesmo impede que a semente germine. Essa terra pavimentada como um caminho consistente, recebe muitos viajantes, de um lado a o outro, mas não se abre para receber a boa semente para brotar. A semente é pisada ou comida pelas aves.

Semelhantemente, a dureza do coração do ouvinte impossibilita que a Palavra de Deus entre e transforme sua vida. Ela fica tão superficialmente no campo das ideias, que logo o Diabo vem e a retira de sua mente.

Solo pedregoso

Outras pessoas ouvem com simpatia a Palavra de Deus e até aparentam receber bem a mensagem de fé em Jesus Cristo. Mas quando enfrentam dificuldades logo abandonam a fé. São superficiais, demonstram satisfação ao ouvir o Evangelho e as coisa boas que provém de Deus, mas quando vêm os problemas logo desistem. O sol quente das lutas por causa da fé, acaba secando os brotos, porque não têm raízes firmes.

Parábola do Semeador - imagem de sementes numa terra com rochas, pessoa abandona a mensagem por causa das dificuldades

Essa ilustração nos ensina que emoção não é suficiente para fazer germinar a Palavra de Deus em nós. É preciso ter fé de verdade em Jesus Cristo. É necessário dar lugar a Ele, com uma vida totalmente entregue, que abre espaço para que Ele cresça e transforme o coração.

As rochas aqui podem significar os impedimentos que nós próprios colocamos para não receber totalmente a Jesus. São pequenas pedras que se tornam nossos tesouros pessoais, ídolos (até nós mesmos!), falsos ensinos, filosofias banais e muitas outras coisas que ocupam nossa vida, concorrendo com a Verdade de Cristo. São entulhos de coisas que carregamos, e consideramos mais importantes que o Evangelho.

Solo com espinheiros

Essa terra está divida entre a boa semente e os espinhos de ervas daninhas ao redor. Não há um comprometimento total com a Palavra recebida. A pessoa escutou a mensagem de Deus mas dá mais ouvidos aos seus próprios interesses e às paixões momentâneas, não permite que ela cresça. A semente tenta desenvolver-se mas é sufocada pelos espinhos das preocupações mundanas.

Parábola do Semeador - imagem de sementes entre espinhos, semente infrutífera pela preocupação mundana

Semelhante ao anterior, esse tipo de solo também não é favorável para o crescimento da semente. Se na terra rochosa há pedras demais que impedem a raiz de aprofundar, neste caso há problemas externos que a impedem de frutificar.

Os espinhos são as muitas preocupações e ambições desta vida, que impedem o Evangelho de produzir bons frutos. A Palavra nunca atinge o seu potencial nem transforma essas vidas, pois está abafada por outras vozes do mundo

Solo Fértil

Finalmente, há um tipo de solo em que a boa semente é bem recebida. São os corações onde a Palavra de Deus é acolhida com amor e fé. Nessas pessoas, o Evangelho é bem incorporado, pode crescer e produzir muitos frutos. Esses, que ouvem a Palavra e a compreendem pela fé, são pessoas que produzem frutos em grande quantidade, pois multiplicam a semente recebida, comunicando a outros a mensagem de Cristo.

Parábola do Semeador - imagem de grande plantação de trigo, pessoas que ouvem e compreendem a Palavra de Deus

A Palavra preenche tanto a sua vida, que ela se alastra aos outros à sua volta, espalhando a boa semente. Sabemos que o mérito dessa abundância não é da terra, nem do semeador, mas de Deus, a fonte de vida. Jesus é a Palavra eterna que dá o crescimento e faz frutificar a todos que O recebem verdadeiramente.

Que tipo de solo é você hoje? Se você já ouviu e compreendeu a mensagem de salvação em Jesus Cristo, assuma um compromisso real com Ele. Sua vida será inteiramente de Deus e assim poderá ver os frutos do trabalho do Senhor Jesus, Aquele que morrendo como grão na terra (João 12:24), deu vida aos que creem.

A mensagem de Deus, que por amor enviou Jesus ao mundo para dar vida (João 3:16), deve produzir muitos frutos em nós e através de nós, para glória do Senhor. 

Leia também outras Parábolas de Jesus na Bíblia