Veja alguns estudos de palavra de oferta para cultos dominicais, reuniões de célula e culto jovem. Palavras para momentos de ministração da oferta - ofertório - e dízimo. Passagens de versículos explicados de forma leve, rápida e divertida, para estimular os irmãos a participarem da obra de Deus.

1. Servo bom e fiel

"O senhor respondeu: 'Muito bem, servo bom e fiel! Você foi fiel no pouco, eu o porei sobre o muito. Venha e participe da alegria do seu senhor!
Mateus 25:21

Objetivo da palavra: gerar no ofertante um coração compromissado com a obra de Deus.

Quem é fiel no pouco, é fiel no muito. Quando damos as nossas ofertas de coração aberto, Deus também nos abençoa abundantemente. Deus não se importa com o valor do que estamos ofertando, mas a forma como ofertamos. Damos as nossas primícias ou ofertamos as nossas sobras?

Seja fiel no pouco e Deus te colocará no muito!

2. Honrando a Deus com os recursos

Honre o Senhor
com todos os seus recursos
e com os primeiros frutos
de todas as suas plantações; os seus celeiros
ficarão plenamente cheios,
e os seus barris transbordarão de vinho.
Provérbios 3:9-10

Objetivo da palavra: honrar ao Senhor com as nossas primícias.

Quando pensamos ofertar a Deus com algum recurso que recebemos, estamos dedicando a Ele as nossas primícias. Deus se agrada de quem quer agradá-lo. A abundância é consequência do nosso compromisso com Deus. Quanto mais honramos a Deus, mais somos surpreendidos por Ele.

3. Dê de coração e não por obrigação

Cada um dê conforme determinou em seu coração, não com pesar ou por obrigação, pois Deus ama quem dá com alegria. E Deus é poderoso para fazer que toda a graça lhes seja acrescentada, para que em todas as coisas, em todo o tempo, tendo tudo o que é necessário, vocês transbordem em toda boa obra.
2 Coríntios 9:7-8

Objetivo da palavra: conscientizar os ofertantes que oferta não é obrigação, mas um ato de amor a obra de Deus.

Dê de coração e não por obrigação. Crie no seu coração o desejo de participar da obra de Deus. Quando damos com alegria, somos acrescentados em bênçãos. Tudo o que precisamos, Deus dá. Por isso, dê com alegria e com sentimento de reconhecimento.

Quando damos com alegria, geramos em nós um coração grato!

4. Dando o que nos custa

Jesus olhou e viu os ricos colocando suas contribuições nas caixas de ofertas. Viu também uma viúva pobre colocar duas pequeninas moedas de cobre. E disse: "Afirmo que esta viúva pobre colocou mais do que todos os outros. Todos esses deram do que lhes sobrava; mas ela, da sua pobreza, deu tudo o que possuía para viver".
Lucas 21:1-4

Objetivo da palavra: conscientizar os irmãos para a importância de separar uma oferta.

Isto não diz respeito a quantidade monetária, mas a forma de como separamos as nossas ofertas. Não dê as suas sobras, desafie-se em doar o que te custa para Deus. Pode ser um esforço duro, mas Deus vê e retribuí o nosso esforço.

5. Dízimo é compromisso

Tragam o dízimo todo ao depósito do templo, para que haja alimento em minha casa. Ponham-me à prova", diz o Senhor dos Exércitos, "e vejam se não vou abrir as comportas dos céus e derra­mar sobre vocês tantas bênçãos que nem terão onde guardá-las.
Malaquias 3:10

Objetivo da palavra: incentivar os membros ao compromisso do dízimo.

Deus pede para ser colocado a prova, pois sabe que o maior beneficiado desta provação será você. Ele é o dono do ouro de da prata, mas sabe que o nosso recurso - quando somado ao esforço da congregação - não alimenta somente a nós, mas a todos que frequentam a Sua casa.

O dízimo é o reflexo de quem tem compromisso na obra em que foi plantado. Enquanto há mantimento na Sua casa, somos alimentados e abrimos o espaço para que mais pessoas possam participar deste banquete. Tenha compromisso na obra onde você foi plantado e experimente as bênçãos de Deus.

6. Nossos recursos em favor do Reino

Busquem, pois, em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça, e todas essas coisas serão acrescentadas a vocês.
Mateus 6:33

Objetivo da palavra: conscientizar os irmãos a respeito do dízimo.

Os nossos recursos podem ser utilizados como uma forma de buscar o Reino de Deus. Quando separamos os nossos recursos para a casa do Deus, estamos fomentando o crescimento do Reino na terra.

O que damos para Deus não nos fará falta, pelo contrário, é uma pequena semente plantada numa boa terra. Seremos alimentados com os frutos que plantamos nessa terra que emana leite e mel!

7. Dar é melhor que receber

Em tudo o que fiz, mostrei a vocês que mediante trabalho árduo devemos ajudar os fracos, lembrando as palavras do próprio Senhor Jesus, que disse: 'Há maior felicidade em dar do que em receber' ".
Atos dos Apóstolos 20:35

Objetivo da palavra: incentivar o dizimista.

Uma das alegrias de ser dizimista, é ter a consciência de que Deus nos deu condição para realizarmos o nosso compromisso. Mesmo que a iniciativa venha da nossa parte, sem a permissão de Deus, nada seria possível. Deus nos dá condições financeiras, pois sabe dos benefícios que o sentimento de gratidão e solidariedade gera em nós.

Participar da obra de Deus faz bem e gera bons frutos!

Veja também: