O dízimo é talvez o assunto mais polêmico da igreja atual. Alguns usam a Bíblia para ficar ricos, extorquindo dinheiro de crentes, e outros usam versículos para não contribuir com nada. Mas o que a Bíblia ensina?

No Antigo Testamento, o dízimo era uma regra clara, que não deixava dúvidas. Todo judeu deveria dar o dízimo de seu rendimento (além de várias outras ofertas obrigatórias). Mas o que o Novo Testamento diz? Será que o cristão ainda deve dar o dízimo? A resposta é maior do que parece...

Jesus não anulou o dízimo

Ai de vocês, mestres da lei e fariseus, hipócritas! Vocês dão o dízimo da hortelã, do endro e do cominho, mas têm negligenciado os preceitos mais importantes da lei: a justiça, a misericórdia e a fidelidade. Vocês devem praticar estas coisas, sem omitir aquelas. Mateus 23:23

O Novo Testamento não proíbe o dízimo em lado nenhum. Jesus, em seus ensinamentos, repreendeu os líderes religiosos de sua época, não por darem o dízimo mas por não obedecerem às outras leis de Deus também.

Por outro lado, Jesus também não impôs o dízimo. O Novo Testamento não tem nenhuma regra que obriga a dar o dízimo. No entanto, ainda tem muito para dizer sobre ofertar para Deus...

Ninguém é obrigado a dar (mas convém)

Cada um dê conforme determinou em seu coração, não com pesar ou por obrigação, pois Deus ama quem dá com alegria. 2 Coríntios 9:7

O Novo Testamento não estipula percentagens mas assume que todo cristão vai querer contribuir. Toda igreja e toda missão tem despesas e precisa de recursos. Os dízimos e as ofertas mantêm a igreja a funcionar e são muito importantes para o crescimento do Reino de Deus.

Seja 10%, 5% ou 60%, dê com alegria, sabendo que você está contribuindo de maneira prática para a salvação de mais pessoas, o crescimento espiritual dos crentes e o suprimento de necessidades. Se você não sabe onde o dinheiro vai, pergunte para a liderança. A contribuição que agrada a Deus vem do coração...

Uma questão do coração

Ninguém pode servir a dois senhores; pois odiará um e amará o outro, ou se dedicará a um e desprezará o outro. Vocês não podem servir a Deus e ao Dinheiro. Mateus 6:24

Quando olhamos para a igreja primitiva, vemos que não havia polêmica sobre o dízimo. Porquê? Porque estavam dando muito mais que isso! Os primeiros cristãos eram reconhecidos por sua generosidade para com a igreja e com outras pessoas. E muitos desses cristãos generosos eram pobres.

Muito do abuso no dízimo, tanto de quem exige muito dinheiro como de quem não quer dar nada, vem do amor ao dinheiro. E isso é muito perigoso! Se seu dinheiro é mais importante que o Reino de Deus, você está adorando o dinheiro e não a Deus. 10% do rendimento é uma quantia razoável, que não está além das possibilidades e evita abusos dos dois lados. Podemos dar mais ou menos mas, acima de tudo, precisamos amar a Deus mais que ao dinheiro.

Honre a Deus com suas ofertas!

Veja aqui mais versículos que falam sobre o dízimo.