Do começo ao fim da Bíblia, o amor é citado como um grande mandamento e algo a ser praticado por todos os crentes em Jesus Cristo.

A centralidade do amor na Bíblia

A Bíblia enxerga o amor como o principal valor entre todas as relações, ou seja, entre os humanos e entre Deus e suas criaturas.

O amor é um dos atributos de Deus, algo que faz parte de seu caráter, e que podemos conhecer. O apóstolo João declara sobre Deus:

Amados, amemos uns aos outros, pois o amor procede de Deus. Aquele que ama é nascido de Deus e conhece a Deus. Quem não ama não conhece a Deus, porque Deus é amor.
1 João 4:7-8

Portanto, amor é algo que qualifica Deus inteiramente. E desse amor vem a motivação de Deus de criar todas as coisas, para que outros pudessem desfrutar do seu eterno amor.

Como Deus é amor, é isso que ele exige das pessoas:

Respondeu Jesus: " 'Ame o Senhor, o seu Deus de todo o seu coração, de toda a sua alma e de todo o seu entendimento'.
Este é o primeiro e maior mandamento.
Mateus 22:37-39

Jesus está citando Deuteronômio 6:5, verso que os judeus costumam declarar todos os dias. Esse fato demonstra a importância que o amor pelo Senhor tem para a vida do povo dEle.

Ame a Deus

Como citado acima, o maior mandamento de todos é amar a Deus de todo coração, alma e entendimento. Dessa forma, o amor a Deus é algo que exige uma dedicação muito grande da nossa parte, para que nossos sentimentos, compromissos e observações sejam sobre o Senhor.

Jesus é o caminho para amar a Deus, principalmente quando ele ensina que:

Respondeu Jesus: "Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vem ao Pai, a não ser por mim.
João 14:6

É através de Jesus que as pessoas conhecem verdadeiramente a Deus. Quem ama o Filho, ama também o Pai.

Ame o próximo

O amor entre as pessoas é o que sustenta a convivência saudável entre todos. Deus exige, no segundo mandamento, que as pessoas amem o próximo.

E o segundo é semelhante a ele: 'Ame o seu próximo como a si mesmo'.
Mateus 22:39

Jesus ainda diz que toda Lei e os profetas do Antigo Testamento são baseados nesses dois grandes mandamentos (amar a Deus e amar ao próximo).

Toda ajuda aos necessitados e boa convivência entre as pessoas próximas que a Bíblia exige é fundamentada no amor pelas pessoas. Todos são dignos de amor, não por ações, mas por serem feitos a imagem de Deus. Esse amor não se refere a sentimentos, mas de ações, como misericórdia e justiça.

Veja versículos que mostram a importância de amar o próximo.

Ame os inimigos

Mais do que amar aqueles que são mais próximos, Jesus chama os seus seguidores a amar aqueles que os perseguem:

"Mas eu digo a vocês que estão me ouvindo: Amem os seus inimigos, façam o bem aos que os odeiam, abençoem os que os amaldiçoam, orem por aqueles que os maltratam...
E que mérito terão se fizerem o bem àqueles que são bons para com vocês? Até os pecadores agem assim.
Lucas 6:27-28, 33

A oração do cristão por aqueles que os causa problemas deve ser em amor. Por exemplo, se alguém caçoa de você no trabalho por ser cristão, por pior que seja a situação, nosso dever é amá-lo.

As características do amor

O apóstolo Paulo, entendendo a grandiosidade e importância do amor, desenvolve um grande tratado sobre o amor na igreja. 

O amor é paciente, o amor é bondoso. Não inveja, não se vangloria, não se orgulha.
Não maltrata, não procura seus interesses, não se ira facilmente, não guarda rancor.
O amor não se alegra com a injustiça, mas se alegra com a verdade.
Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.
1 Coríntios 13:4-7

Diz ainda que sem amor, toda obra de caridade que fizesse, ou palavra que dissesse, não valeria de nada. Pelo que parece, o amor é a chave que faz as obras terem algum valor diante de Deus.

O amor cristão é um ideal muito alto, as vezes difíceis demais para serem alcançadas. Mas a verdade é que o Espírito Santo auxilia os crentes no exercício desse amor, por isso devemos confiar nEle.

Confira versículos sobre o amor de Deus.