O Senhor é o meu pastor; nada me faltará.
Ele me faz repousar em pastos verdejantes. Leva-me para junto das águas de descanso;
refrigera-me a alma. Guia-me pelas veredas da justiça por amor do seu nome.
Ainda que eu ande pelo vale da sombra da morte, não temerei mal nenhum, porque tu estás comigo; o teu bordão e o teu cajado me consolam.
Preparas-me uma mesa na presença dos meus adversários, unges a minha cabeça com óleo; o meu cálice transborda.
Bondade e misericórdia certamente me seguirão todos os dias da minha vida; e habitarei na Casa do Senhor para todo o sempre.

Salmos 23:1-6

Imagem de fundo campo verde e céu azul - Salmo 23 completo

Salmo 23 explicado

O autor - Davi

Esse lindo Salmo bíblico escrito por Davi é um dos trechos mais conhecidos e citados da Bíblia. As suas palavras inspiradoras expressam a confiança daquele que depende totalmente de Deus. 

Davi era um menino pastor, ruivo e corajoso, que fora tirado dos currais de ovelhas para governar Israel (Salmos 78: 70-72). Neste poema, ele canta ao verdadeiro Pastor e Rei dos homens. Não se sabe ao certo em que período da sua vida Davi escreveu este Salmo. Mas acredita-se que tenha sido obra dos seus últimos anos, dado ao tom sereno da sua confiança provada nas experiências de Davi. Por isso, há mais de 3.000 anos este lindo poema compõe e inspira louvores orações de judeus e cristãos em todo o mundo.

O Pastor cuidadoso 

O salmista Davi refere-se no Salmo 23 a uma ocupação muito comum entre os judeus do seu tempo. Desde o patriarca Abraão (Gênesis 13) e seus descendentes (Gênesis 47:3-4; Gênesis 48:15; 1 Crônicas 4:39-40), o pastoreio era uma atividade típica entre os israelitas.

Davi, provavelmente, desde pequeno aprendera a tarefa com seu pai. Ainda jovem cuidava bem das ovelhas (1 Samuel 17:15; 34-37), defendendo-as dos riscos e perigos que a vida no campo reserva. Ele sabia que as ovelhas precisavam ser guiadas, apascentadas, protegidas e guardadas pelo pastor.

Assim Ele compara o pastor zeloso ao Deus Criador que guia, alimenta, sustenta e protege o Seu povo (Isaías 40:11). Deus é o Pastor de Israel (Gênesis 49:24), que não deixa faltar nada às suas ovelhas. Davi era apenas uma figura, um tipo, de onde descenderia o grande e verdadeiro Pastor dos homens, Jesus Cristo (Hebreus 13:20; 1 Pedro 2:25).

O Senhor Pastor 

A metáfora de Deus como pastor é bastante comum em toda a Bíblia. Deus está presente, cuidando e guiando o Seu povo, progressivamente ao longo dos tempos. O Pastor de Israel é o Pastor de todos os que confiam nele (Jeremias 31:10; Isaías 49:8-10;  Miquéias 7:14; Ezequiel 34: 6-19). Jesus é o "Bom Pastor" enviado para guiar a todos que creem à vida eterna (João 10:11-18, 26-28; Hebreus 13:20; 1 Pedro 2:25; 1 Pedro 5:4; Apocalipse 7:17). 

A comparação entre Deus e o pastor aparece em vários outros Salmos referindo-se também à governantes  levantados para liderarem o povo de Deus (Salmos 74: 1, Salmos 77:20, Salmos 78:52-53; Salmos 78:70; Salmos 79:13; Salmo 80:1, Salmo 95:7, Salmo 100:3...)

Salmo 23 - Comentário versículo a versículo

Versículo 1 - Senhor, o Pastor cuidadoso

Imagem de uma ovelha - Salmo 23:1 'O Senhor é meu pastor, nada me faltará'

O Senhor é o meu pastor; nada me faltará.
Salmos 23:1

"O Senhor" - a Deus é atribuído todo bem, Ele é a fonte da provisão e segurança do rebanho. Sem Deus ou longe dele toda a ovelha passará por aflições, desamparada. Pela graça de Deus, todos somos convidados a ter Jesus como o nosso Senhor e Salvador pessoal, como Rei e guia supremo.

"meu" Pastor - Isso revela uma proximidade real entre o Senhor e as suas ovelhas. Apesar da grandeza do Pastor de Israel, Ele é o Deus pessoal que se dá a conhecer e se relaciona com os pequenos e simples de coração. Mesmo um simples pastor de ovelhas, ou um grande líder pode ser pastoreado pelo Bom Pastor. Deus também pode ser o "Seu" pastor e lhe conduzirá por todo seu caminho com amor.

"nada me faltará" - A confiança plena na provisão constante de Deus deve estar presente no coração do seu povo. Ele supre as necessidades dos crentes. Deus é o provedor e sustentador da nossa vida, por isso, creia que não faltará abundância espiritual, pão, paz, proteção e coragem para seguir firme em seu caminho.

Versículo 2 - Senhor, provedor de paz e sustento

Imagem de rebanho de ovelhas num campo verde, ao fundo um rio - Salmo 23:2 'Em verdes pastos...'

 Ele me faz repousar em pastos verdejantes. Leva-me para junto das águas de descanso;
Salmos 23:2 (NAA)

Pastagens verdes são fonte de alimento nutritivo e saboroso para os rebanhos. Davi, enquanto jovem pastor, certamente já havia conduzido suas ovelhas por pastos verdejantes e a águas tranquilas nas proximidades de Belém. Da mesma forma, ele atribuiu a Deus a felicidade da satisfação e da paz que experimentava na sua vida.

Repouso e descanso - Provém de Deus o sustento necessário e a calma que nosso coração anseia. Ele dá descanso à mente angustiada e ao corpo exausto, e traz-nos conforto. Deus é especialista em transformar cenários desérticos em lindos campos verdes. Ele pode acalmar tempestades e mares agitados, tornando-os em águas de descanso. Confie que o Senhor é misericordioso e sustenta as necessidades básicas do seu povo, com graça,Cristo satisfaz a todos que creem no seu amor. 

Versículo 3 - O Senhor guia por caminhos retos

Paisagem de fundo natureza, pôr do sol, rio - Versículo Salmo 23:3 'Refrigera-me a alma, guia-me...'

Refrigera-me a alma. Guia-me pelas veredas da justiça por amor do seu nome.
Salmos 23:3

Deus revigora a alma aflita e o coração atribulado. Ele dá alívio ao espírito quebrantado, daqueles que seguem a sua voz de comando. A orientação bondosa de Deus nos conduz numa vida pacífica e justa, através de caminhos retos. Ele ensina o caminho aos pecadores (Salmo 25:8-12). Jesus Cristo é o caminho perfeito, Ele orienta-nos na direção correta diante de Deus (João 14:6). 

Versículo 4 - O Pastor, Deus presente

Imagem sombra, silhueta de ovelhas no pôr do sol - Salmo 23:4 'Ainda que eu ande pelo vale da sombra da morte...'

Mesmo quando eu andar por um vale de trevas e morte, não temerei perigo algum, pois tu estás comigo; a tua vara e o teu cajado me protegem.
Salmos 23:4

"Mesmo quando eu andar por um vale de trevas e morte" - O povo de Deus pode passar por calamidades, terríveis perigos e sombras de morte. Essa escuridão pode ter causas naturais (sofrimentos, doenças e a própria morte) ou malignas (perseguição, destruição e sofrimentos causados por Satanás e homens maus, seus instrumentos). Tanto num como noutro caso o rebanho de Cristo não precisa temer, mas perseverar com fé até o fim (Lucas 21:19). 

Um vale sombrio pode ser comparado a inúmeras situações difíceis da vida. Nesses momentos terríveis, o homem se lembra da sua mortalidade e vulnerabilidade. O vale da morte interrompe e encerra todas as perspectivas humanas e sonhos pessoais. Daí, a maior causa do medo e ansiedade das pessoas quando se aproximam da morte é apreensão do julgamento que virá a seguir. Mas para os que seguem a Cristo, não há condenação (Romanos 8:1). Não precisam de ter medo, pois Jesus concede graça e perdão, Ele cancelou a dívida dos que creem Nele (Colossenses 2:13-15).

"Não temerei mal algum, pois tu estás comigo" - A presença de Deus traz segurança e proteção, ainda que enfrentemos perigos que assombram de morte. A segurança no Senhor é a confiança plena de que Ele protege de todo mal (Salmos 33:18-20). Davi amava aqueles pequenos animais indefesos e enfrentou perigos para protegê-los da morte. Quanto mais Deus ama o seu povo? Jesus venceu o pecado e a morte para nos dar vida e segurança. Ele livra aos fiéis de todos os terrores da escuridão da vida.

"a tua vara e o teu cajado me protegem" - a vara e o cajado do pastor eram instrumentos usados para proteger, contar, guiar e resgatar ovelhas. A vara é símbolo do poder de defesa do pastor. Com ela, defendia e ameaçava predadores ou ladrões, afastando os adversários malignos das suas ovelhas.

O cajado tem uma das pontas arqueadas na forma de um gancho. Servia para contar as ovelhas, fisgar quando caíam num buraco, e também para corrigir quando eram desobedientes. Com o cajado, o pastor as impedia de vagar longe do rebanho ou de se aventurar por caminhos perigosos.

Nos dois sentidos, há consolo e proteção para as ovelhas do Senhor. Quando passamos por perigos e aflições causadas por ameaças externas ou pelo nosso pecado e tolice, a vara e cajado do Senhor nos sustentam e corrigem-nos (Jó 5:17).

Leia mais sobre o Salmo 23:4 - Vale da sombra da morte

Versículo 5 - O Pastor, prepara bençãos

Imagens de pratos com refeições, fundo escuro e versículo - Salmo 23:5 'Preparas um banquete para mim..;'

Preparas-me uma mesa na presença dos meus adversários, unges a minha cabeça com óleo; o meu cálice transborda.
Salmos 23:5 (NAA)

v.5 "Preparas-me uma mesa à vista dos meus inimigos" - A providência divina (ação de Deus ao conduzir todos os acontecimentos) considera a preparação daquilo que os crentes necessitam. O Senhor prepara bençãos abundantes (Mateus 25:34; João  14:2) para aqueles que O amam (1 Coríntios 2:9). A ação maliciosa dos inimigos é incapaz de impedir as bençãos e a celebração do povo de Deus.

Os cristãos não estão isentos de adversidades e problemas. Os nossos inimigos (o mundo a carne e o diabo) estão sempre buscando oportunidades para derrotar os crentes. Mas Deus prepara a mesa adequada para as suas necessidades. Ele dá o nosso "pão de cada dia", suprindo o que é preciso para vencer os adversários. Ele honra e unge com Seu Espírito, dando alegria transbordante e plenitude espiritual.  

Versículo 6 - O Pastor, bondoso e misericordioso

Paisagem com ovelha na estrada - versículo Salmo 23:6 'Bondade e misericórdia sempre me seguirão...'

Bondade e misericórdia certamente me seguirão todos os dias da minha vida; e habitarei na Casa do Senhor para todo o sempre.
Salmos 23:6

"Bondade e misericórdia me seguirão" - Somente Deus é Bom e dele provém todo o bem e bondade existentes.  A misericórdia do Senhor é a manifestação do seu amor e bondade, em nosso favor (Lamentações 3:22-23). Deus poupa-nos, não retribuindo tudo o que merecíamos. Ele é bom e perdoador. Ele não só está presente, como também nos segue amorosamente. Assim como os olhos atentos de uma mãe seguem os passos do seu filhinho; assim como a nuvem de glória seguia o povo no deserto, assim também a bondade e misericórdia de Deus seguem os crentes.

"Certamente" - confiança da bondade, fidelidade e amor de Deus ao conceder benefícios, felicidade e proteção. A fé do salmista em que será perseguido pela bondade e misericórdia de Deus durante toda sua vida. Davi reconhece o favor de Deus no presente e no futuro que virá adiante. 

"Habitarei na casa do Senhor" - A casa de Deus é o lugar da Sua presença. Fazer da casa de Deus nossa morada é desejar estar junto de Deus onde Ele está (Salmos 26:8).   A casa de Deus é lugar de adoração, conhecimento e comunhão com Ele. Não está limitado a um espaço específico hoje. No passado era um lugar físico, até que Cristo veio e habitou no nosso meio (João 1:14), e permanece através do Espírito Santo (João 14:17-18). Ele prometeu preparar um lugar e nos levar para estar com Ele para todo sempre.

Que através do Salmo 23 e de toda a Bíblia você se lembre sempre que Deus está presente, mesmo diante de perigos e problemas. Creia, pois, a presença de Deus é suficiente para sustentar você!

Leia mais aqui: Estudo Bíblico do Salmo 23