YHWH ou YHVH é o nome hebraico com o qual Deus se identificou a Moisés no monte Horebe (Êxodo 3:14).  O Tetragrama Sagrado, formado por 4 consoantes, significa: "EU SOU o QUE SOU" ou "EU SEREI o QUE SEREI". 

Tetragrama sagrado YHWH - Yahweh

O significado de YHWH

YHWH significa "Eu sou o que sou" ou "Eu serei quem serei". A abrangência desse nome impede-nos de limitar ou rotular a Deus nos termos simples que qualquer explicação humana intente. Isso pressupõe que o nome expressa a essência e as características de Deus, e que Ele manifesta em ações a natureza do Seu nome. 

  • Deus é o Eterno - Sem princípio nem fim, O Senhor é autoexistente. É Aquele por meio de quem todas as coisas que existem passaram a existir. Ele é Aquele que sempre foi, é e será eternamente.
  • Deus é Imutável -  Nós somos e lidamos com coisas instáveis e desequilibrados em muitos aspectos, mas Deus é invariável e constante. Apesar de toda a mudança, Deus é permanente.
  • Deus é Absoluto e Independente - É autossuficiente, todo-poderoso, grandioso em amor e misericórdia. O Senhor cumpre a Sua promessa de salvação aos que creem.
  • Deus é Incompreensível -  Apesar de se revelar e se relacionar com Sua criação, Deus é inexplicável, insondável, digno de reverência e admiração, pois está muito acima da compreensão humana.
  • Deus é Único e sem igual - O Senhor não se compara a ninguém, nem a nenhum outro deus (egípcio ou de outros povos). É o Supremo Criador do universo e sustentador de todas as coisas.

Origem do nome YHWH (Yaweh)

Segundo a Bíblia, YHWH foi o nome que Deus se revelou quando Moisés perguntou pelo seu nome. Este evento ocorreu no monte Horebe, quando Moisés ao pastorear ovelhas, deparou-se com uma sarça ardente (que não se consumia). Não compreendendo como aquilo acontecia se aproximou e teve então seu primeiro encontro com o Deus Criador (Êxodo 3:4-6).

Na passagem de Êxodo 3, Deus relata a Moisés sobre o seu plano de libertar os hebreus do Egito. Assim, Ele cumpria sua promessa na aliança feita com Abraão, Isaque e Jacó (Êxodo 2:23-25).

Deus enviou e encorajou Moisés a falar ao povo judeu e a Faraó. Mas Moisés ainda não conhecia bem o Deus de seus antepassados. Por isso, perguntou-lhe qual era o nome do Senhor, Deus que lhe falava:

Versiculo de Exodo 3:14  em portugues e hebraico

O verbo "ser" no hebraico - "hayah" ou "ehyeh", na 1ª pessoa do singular -  possui a mesma raiz verbal do tetragrama (yhwh). Assim, pela semelhança, YHWH tanto pode ter se derivado da semelhança com o termo "ser", como pode ter sido usado como recurso linguístico pretendido pelo Senhor.

 EU SOU O QUE SOU

A tradução mais comum para a resposta que Deus deu a Moisés: "EU SOU O QUE SOU" é um dos trechos mais conhecidos da Torá.

Na Bíblia hebraica, esses termos escritos originalmente em hebraico antigo não possuíam vogais. Além disso, a pronúncia do nome de Deus quase se perdeu, exatamente por não ser pronunciado. 

Tradução - Eu sou o que sou

Por norma, YHWH era substituído por títulos como Adonai (Senhor) e outras especificações divinas atribuídas a Deus (Elohim, "O Nome", etc). 

Posteriormente, com a introdução das vogais de Adonai e acentos massoréticos (são os sinais abaixo e acima das letras), tentou-se registrar a pronúncia do nome divino. Essas alterações lembravam aos leitores que deviam ler/dizer Adonay em vez de YHWH.

As variantes de YHWH

O Tanakh, correspondente ao Antigo Testamento (AT) da Bíblia protestante (sem os livros deuterocanônicos da bíblia católica) foi escrito em Hebraico Antigo. Neste registro linguístico, as palavras não tinham vogais, e a pronúncia destas era reconhecida apenas pelo uso na oralidade.

As principais causas para a proibição do uso de YHWH, tanto na fala (leitura) como na escrita, foram:

  •  reverência ao Nome de Deus
  • a interpretação literal do mandamento de "não se usar o nome de Deus em vão" (Êxodo 20:7)

Até copistas e tradutores só faziam a cópia/tradução do tetragrama depois de se purificarem, trocarem de tinta e canetas, tamanho era o respeito pelo nome de Deus.

Substituição e traduções de YHWH

Esse nome divino, em particular, era considerado tão sagrado e reverenciado pelos judeus que deixou de ser pronunciado, salvo em raras ocasiões muito solenes. Tradicionalmente, nas leituras públicas, o tetragrama era substituído por "Adonay" (o SENHOR) ou "HaShem" (O Nome). Esse comportamento também foi adotado por copistas e tradutores nas diferentes línguas.

Na Septuaginta, a tradução grega da Bíblia hebraica, YHWH foi substituído pela palavra "kuryos" (Senhor) equivalente direto de "Adonay" - Senhor. 

Em meados do século X d.c., os Massoretas (escribas judeus) introduziram as vogais de ADONAY a YHWH, com a finalidade de lembrar ao leitor que deveria substituir o Nome sagrado de Deus por Adonai:

Vocalização - Yahweh - vogais massoretas

Com o passar do tempo, a pronúncia original foi se perdendo, razão pela qual não se pode definir com exatidão como eram as vogais do tetragrama. Por isso, atualmente YHWH possui tantas traduções possíveis (Yahweh, Yahwoh, Jeová, Javé, Yavé, Yehowah, Yeowa, etc).

Ocorrências de YHWH na Bíblia

Do início ao fim das Escrituras há inúmeras ocorrências de nomes e títulos referentes ao Senhor Deus.  Progressivamente, o Deus de Abraão, de Isaque e de Jacó se deu a conhecer como o único Deus, inigualável,  como Aquele que é intemporal e que age soberanamente.

Antigo Testamento

Ao longo de todo AT existem inúmeras ocorrências da expressão YHWH, inclusive combinada em nomes compostos, remetendo a atributos específicos de Deus: 

  • Jeová Sabaote -Senhor dos Exércitos (Salmos 84:12)
  • Jeová Jiré - "O Senhor proverá" - (Gênesis 22:14)
  • Jeová Shalom - "O Senhor é Paz" - (Juízes 6:24) 
  • Jeová Rafá - "O Senhor que cura" - (Êxodo 15:26)
  • Jeová Tsidikenu - "O Senhor é nossa Justiça" - (Jeremias 23:6)
  • Jeová Shamáh - "O Senhor está aqui" - (Ezequiel 48:35) 
  • Jeová Nissi - "O Senhor é a minha bandeira" - (Êxodo 17:15) 

Novo Testamento

Segundo o Evangelho, o próprio Deus veio ao mundo na pessoa do Filho, Jesus Cristo. Ao manifestar a existência divina em carne (Colossenses 2:9), Jesus revogou para si mesmo a identidade com YHWH. Ele mesmo se afirmou como O "EU SOU" em diversas ocasiões: 

  • Eu sou o caminho, a verdade e a vida - (João 14:6)
  • Eu sou o bom pastor (João 10:11)
  • Eu sou a luz do mundo (João 8:12)
  • Eu sou o pão da vida (João 6:35)
  • Eu sou a videira verdadeira (João 15:1)
  • Eu sou a porta (João 10:7)
  • Eu sou o Alfa e o Ômega, o Primeiro e o Último, o Princípio e o Fim (Apocalipse 22:13)

Uma das ocasiões mais emblemáticas, da autoidentificação de Jesus com o "Eu sou" está relatada no Evangelho de João 8:28-58.

Jesus respondeu: Em verdade, em verdade lhes digo que, antes que Abraão existisse, Eu Sou.
João 8:58

Ao ouvirem a associação que o Senhor Jesus fez com o próprio Deus, os judeus pegaram em pedras para apedrejá-lo. Porque compreenderam que Jesus estava se apropriando do Nome do Altíssimo Deus Criador. E de fato Ele é o Senhor:

Por isso também Deus o exaltou sobremaneira e lhe deu o nome que está acima de todo nome,
para que ao nome de Jesus se dobre todo joelho, nos céus, na terra e debaixo da terra,
e toda língua confesse que Jesus Cristo é Senhor, para glória de Deus Pai.
Filipenses 2:9-11

Leia também: Yahweh - o Grande "Eu Sou" na Bíblia
Javé ou Jeová - Qual o verdadeiro nome de Deus?