Nos momentos em que tudo parece perdido, quando não há mais solução nem esperança, ore! Deus ouve a oração sincera. Ele não ignora o clamor. Deus usa a oração para fazer milagres.

Se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar e orar, buscar a minha face e se afastar dos seus maus caminhos, dos céus o ouvirei, perdoarei o seu pecado e curarei a sua terra. 2 Crônicas 7:14

A oração de confissão

Existe sofrimento que é causado pelo pecado. Pode ser seu próprio pecado, pecado na família, pecado na comunidade ou pecado na nação inteira! Quando nos tornamos conscientes do pecado, precisamos confessá-lo.

A oração de confissão liberta. Quando nos arrependemos, confessando nossos pecados a Deus, ele nos perdoa. Pelo amor de Jesus, a maldição do pecado é quebrada!

No Antigo Testamento, quando o povo de Israel se arrependia, as pessoas se juntavam para confessar os pecados da nação e buscar a Deus. Eles reconheciam seus erros, pediam perdão a Deus e declaravam sua intenção de mudar de vida. Não iriam mais viver para o pecado. O povo se dedicava novamente a Deus.

Quais são os pecados que você, sua família ou sua nação precisam confessar? Qual é a área de sua vida que ainda não está completamente debaixo da autoridade de Deus? Busque a Deus! Confesse o pecado e Deus perdoará.

Buscar a Deus significa rejeitar o pecado e pedir a força de Deus para mudar de vida. Significa buscar agradar a Deus e seguir seus mandamentos. Buscar a Deus é deixar que ele transforme seu coração.

Quando você busca a Deus, abandonando o pecado, ele muda a situação. O perdão de Deus traz bênção. Ele tem poder para mudar até a situação mais impossível! Não há nada que Deus não pode mudar. Mas primeiro você precisa colocar a situação debaixo da autoridade de Deus.

Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para perdoar os nossos pecados e nos purificar de toda injustiça. 1 João 1:9

Aprenda a confessar seus pecados com a ajuda desses versículos.

Importante: nem todo sofrimento acontece porque você pecou. Cada um deve analisar seu próprio coração, com a ajuda do Espírito Santo, para determinar se seu sofrimento tem alguma raiz no pecado.