Beijinhos, jantares românticos, longas horas a conversar... Quem não sente vontade de namorar? Mas o que a Bíblia diz sobre o namoro? Como deve ser o namoro cristão? Essas são perguntas boas, que merecem uma resposta.

A Bíblia não fala sobre namoro. Nos tempos da Bíblia, só existia o noivado! Mas como hoje em dia o casamento não costuma mais ser planejado pelos pais, o namoro é um passo importante para avaliar se esses sentimentos tão fortes poderão se tornar em algo mais sério... Apesar de não falar diretamente sobre o namoro, a Bíblia tem alguns conselhos importantes que podemos aplicar ao namoro:

1. Não se apresse

Mulheres de Jerusalém, eu as faço jurar: Não despertem nem incomodem o amor enquanto ele não o quiser. Cânticos 8:4

Respire fundo, não há pressa! Não fique desesperado se você não está namorando. Tudo tem seu tempo certo. Você não precisa namorar só porque toda as pessoas da sua idade estão namorando. Não namorar também tem suas vantagens.

É melhor esperar e ir com calma, do que se atirar para vários relacionamentos que vão partir seu coração. Invista em qualidade, não em quantidade! Não force a coisa, deixe o amor chegar na hora que quiser.

2. Procure o bem de seu amor

Cada um cuide, não somente dos seus interesses, mas também dos interesses dos outros. Filipenses 2:4

Esse é o segredo de um bom namoro: não ser egoísta. Quando os dois se preocupam mais um com o outro do que consigo mesmos, evita-se muito sofrimento. Mas aí está o desafio: os dois têm de largar o egoísmo. Não pode acontecer somente de um lado.

Atenção! Em algumas situações, o que é melhor para a outra pessoa poderá ser terminar o namoro.

3. Estabeleça limites

1 coríntios 6:18

Existem poucas coisas das quais a Bíblia nos aconselha a fugir! Mas com a imoralidade sexual não se brinca. Esse é um dos grandes desafios do namoro.

Conheça seus próprios limites. Converse sobre os limites com seu namorado, ou sua namorada, depois fique a uma distância segura desses limites. Respeite também os limites de seu amor. Namoro não é casamento. Acredite, você não quer toda a confusão de um relacionamento sexual misturada no namoro.

Surpresa! Mesmo depois de casado você vai ter de lutar contra a tentação. O respeito (ou não) pelos limites é um bom exercício de domínio próprio. Ter limites agora lhe prepara para os desafios do futuro.

Honre a Deus com seu namoro!