Versículos sobre José


José é um exemplo de fé para todos nós. Filho de Jacó, José era amado pelo seu pai e invejado por seus irmãos. Era um sonhador, mas esses sonhos eram dados por Deus e fariam parte de um grande livramento para o seu povo.

José foi vendido como escravo por seus irmãos, que mentiram a Jacó dizendo que o seu filho fora morto por uma besta feroz. Apesar da situação, José continuou sendo bem-sucedido em tudo o que fazia. Foi preso injustamente, mas nessa posição teve a oportunidade de decifrar o sonho do Faraó e sua vida se transformou. Depois de tantas provações, José se tornou governador do Egito.

Quando houve grande fome e seca, os irmãos de José foram pedir ajuda ao governador do Egito sem saber da surpresa. José reconheceu os seus irmãos, que ficaram assustados, mas José os perdoou, pois ele sabia que Deus estava acima de todas as coisas! Enfim, José pode ver o seu pai e proteger o seu povo.

José na Bíblia

Ora, Israel gostava mais de José do que de qual­quer outro filho, porque lhe havia nasci­do em sua velhice; por isso mandou fazer para ele uma túnica longa.
Gênesis 37:3

Esta é a história da família de Jacó:
Quando José tinha dezessete anos, pastoreava os rebanhos com os seus irmãos. Ajudava os filhos de Bila e os filhos de Zilpa, mulheres de seu pai; e contava ao pai a má fama deles. Ora, Israel gostava mais de José do que de qual­quer outro filho, porque lhe havia nasci­do em sua velhice; por isso mandou fazer para ele uma túnica longa. Quando os seus irmãos viram que o pai gostava mais dele do que de qualquer outro filho, odiaram-no e não conse­guiam falar com ele amigavelmente.
Gênesis 37:2-4

Certa vez, José teve um sonho e, quando o contou a seus irmãos, eles passaram a odiá-lo ainda mais.
Gênesis 37:5

"Lá vem aquele sonhador!", diziam uns aos outros.
Gênesis 37:19

Vamos vendê-lo aos ismaelitas. Não tocaremos nele, afinal é nosso irmão, é nosso próprio sangue". E seus irmãos concordaram. Quando os mercadores ismaelitas de Midiã se aproximaram, seus irmãos tiraram José do poço e o venderam por vinte peças de prata aos ismaelitas, que o levaram para o Egito.
Gênesis 37:27-28

Quando Rúben voltou ao poço e viu que José não estava lá, rasgou suas vestes e, vol­tando a seus irmãos, disse: "O jovem não está lá! Para onde irei agora?" Então eles mataram um bode, mergu­lha­ram no sangue a túnica de José e a mandaram ao pai com este recado: "Achamos isto. Veja se é a túnica de teu filho". Ele a reconheceu e disse: "É a túnica de meu filho! Um animal selvagem o devorou! José foi despedaçado!" Então Jacó rasgou suas vestes, vestiu-se de pano de saco e chorou muitos dias por seu filho.
Gênesis 37:29-34

Todos os seus filhos e filhas vieram consolá-lo, mas ele recusou ser consolado, dizendo: "Não! Chorando descerei à sepultura para junto de meu filho". E continuou a chorar por ele. Nesse meio-tempo, no Egito, os midiani­tas venderam José a Potifar, oficial do faraó e capitão da guarda.
Gênesis 37:35-36

O Senhor estava com José, de modo que este pros­perou e passou a morar na casa do seu senhor egípcio.
José era atraente e de boa aparência, Quan­do este percebeu que o Senhor estava com ele e que o fazia prosperar em tudo o que realizava, agradou-se de José e tornou-o administrador de seus bens. Potifar deixou a seu cuidado a sua casa e lhe confiou tudo o que possuía.
Gênesis 39:2-4

Desde que o deixou cui­dando de sua casa e de todos os seus bens, o Senhor abençoou a casa do egípcio por causa de José. A bênção do Senhor estava sobre tudo o que Potifar possuía, tanto em casa como no cam­po.
Gênesis 39:5

Assim, deixou ele aos cuidados de José tudo o que tinha, e ­não se preocupava com coisa alguma, exceto com sua própria comida.
Gênesis 39:6

Mandou buscar José e lançou-o na prisão em que eram postos os prisioneiros do rei. José ficou na prisão, mas o Senhor esta­va com ele e o tratou com bondade, concedendo-lhe a simpatia do carcereiro. Por isso ­o carcereiro encarregou José de todos os que esta­vam na prisão, e ele se tornou responsável por tudo o que lá sucedia. O carce­reiro não se pre­ocupava com nada do que estava a cargo de José, porque o Senhor estava com José e lhe concedia bom êxito em tudo o que realizava.
Gênesis 39:20-23

Eles responderam: "Tivemos sonhos, mas não há quem os interprete".
Disse-lhes José: "Não são de Deus as interpre­tações? Contem-me os sonhos".
Gênesis 40:8

O faraó mandou chamar José, que foi trazido depressa do cala­bouço. Depois de se barbear e trocar de roupa, apresentou-se ao faraó. O faraó disse a José: "Tive um sonho que ninguém consegue interpre­tar. Mas ouvi falar que você, ao ouvir um sonho, é capaz de interpretá-lo". Respondeu-lhe José: "Isso não depende de mim, mas Deus dará ao faraó uma resposta favorável".
Gênesis 41:14-16

"O faraó teve um único sonho", disse-lhe José. "Deus revelou ao faraó o que ele está para fazer.
Gênesis 41:25

Disse, pois, o faraó a José: "Uma vez que Deus lhe revelou todas essas coisas, não há ninguém tão criterioso e sábio como você. Vo­cê terá o comando de meu palácio, e todo o meu povo se sujeitará às suas ordens. Somente em relação ao trono serei maior que você".
Gênesis 41:39-40

E o faraó prosseguiu: "Entrego a você agora o co­mando de toda a terra do Egito". Em seguida, o faraó tirou do dedo o seu anel-selo e o colocou no dedo de José. Mandou-o vestir linho fino e colocou uma corrente de ouro em seu pescoço. Tam­bém o fez subir em sua segunda carruagem real, e à frente os arautos iam gritan­do: "Abram caminho!" Assim José foi posto no comando de toda a terra do Egito.
Gênesis 41:41-43

Disse ainda o faraó a José: "Eu sou o faraó, mas sem a sua palavra ninguém poderá levantar a mão nem o pé em todo o Egito".
Gênesis 41:44

Antes dos anos de fome, Azenate, filha de Potífera, sacerdote de Om, deu a José dois filhos. Ao primeiro, José deu o nome de Ma­nassés, dizendo: "Deus me fez esquecer todo o meu sofrimento e toda a casa de meu pai". Ao segundo filho, chamou Efraim, dizen­do: "Deus me fez prosperar na terra onde tenho sofrido".
Gênesis 41:50-52

José era o governador do Egito e era ele que ven­dia trigo a todo o povo da terra. Por isso, quan­do os irmãos de José chegaram, cur­varam-se diante dele com o rosto em terra.
Gênesis 42:6

José reco­nheceu os seus irmãos logo que os viu, mas agiu como se não os conhecesse, e lhes falou aspera­mente: "De onde vocês vêm?"
Responderam eles: "Da terra de Canaã, para comprar comida". José reconheceu os seus irmãos, mas eles não o reconheceram.
Gênesis 42:7-8

Profundamente emocionado por causa de seu irmão, José apressou-se em sair à procura de um lugar para chorar, e, entrando em seu quarto, chorou.
Gênesis 43:30

A essa altura, José já não podia mais conter-se diante de todos os que ali estavam, e gritou: "Façam sair a todos!" Assim, ninguém mais estava presente quando José se revelou a seus irmãos. E ele se pôs a chorar tão alto que os egípcios o ouvi­ram, e a notícia chegou ao palácio do faraó. Então disse José a seus irmãos: "Eu sou José! Meu pai ainda está vivo?" Mas os seus irmãos ficaram tão pas­mados diante dele que não conseguiam responder-lhe.
Gênesis 45:1-3

"Cheguem mais perto", disse José a seus ir­mãos. Quando eles se aproximaram, disse-lhes: "Eu sou José, seu irmão, aquele que vocês ven­deram ao Egito! Agora, não se aflijam nem se recriminem por terem me vendido para cá, pois foi para salvar vidas que Deus me enviou adiante de vocês.
Gênesis 45:4-5

"Assim, não foram vocês que me manda­ram para cá, mas sim o próprio Deus. Ele me tornou ministro do faraó, e me fez administra­dor de todo o palácio e governador de todo o Egito. Vol­tem depressa a meu pai e digam-lhe: Assim diz o seu filho José: 'Deus me fez senhor de todo o Egito. Vem para cá, não te demores.
Gênesis 45:8-9

Mas, quando lhe relataram tudo o que José lhes dissera, e, vendo Jacó, seu pai, as carruagens que José enviara para buscá-lo, seu espírito reviveu. E Israel disse: "Basta! Meu filho José ainda está vivo. Irei vê-lo antes que eu morra".
Gênesis 45:27-28

José, de carruagem pronta, partiu para Gósen para encontrar-se com seu pai, Israel. Assim que o viu, correu para abraçá-lo e, abra­çado a ele, chorou longamente.
Gênesis 46:29