Salmo de Asafe. (episódio bíblico)

Compartilhar no Facebook

Todas as passagens da Bíblia sobre o episódio "Salmo de Asafe.".

Este episódio está presente em:

Leia todos os textos deste episódio:

Salmos 50

1 Fala o Senhor, o Deus supremo;
convoca toda a terra, do nascente ao poente.

2 Desde Sião, perfeita em beleza,
Deus resplandece.

3 Nosso Deus vem!
Certamente não ficará calado!
À sua frente vai um fogo devorador,
e, ao seu redor, uma violenta tempestade.

4 Ele convoca os altos céus e a terra,
para o julgamento do seu povo:

5 "Ajuntem os que me são fiéis,
que, mediante sacrifício,
fizeram aliança comigo".

6 E os céus proclamam a sua justiça,
pois o próprio Deus é o juiz.

7 "Ouça, meu povo, pois eu falarei;
vou testemunhar contra você, Israel,
eu, que sou Deus, o seu Deus.

8 Não o acuso pelos seus sacrifícios,
nem pelos holocaustos,
que você sempre me oferece.

9 Não tenho necessidade
de nenhum novilho dos seus estábulos
nem dos bodes dos seus currais,

10 pois todos os animais da floresta são meus,
como são as cabeças de gado
aos milhares nas colinas.

11 Conheço todas as aves dos montes
e cuido das criaturas do campo.

12 Se eu tivesse fome, precisaria dizer a você?
Pois o mundo é meu, e tudo o que nele existe.

13 Acaso como carne de touros
ou bebo sangue de bodes?

14 Ofereça a Deus em sacrifício a sua gratidão,
cumpra os seus votos para com o Altíssimo,

15 e clame a mim no dia da angústia;
eu o livrarei, e você me honrará."

16 Mas ao ímpio Deus diz:
"Que direito você tem de recitar as minhas leis
ou de ficar repetindo a minha aliança?

17 Pois você odeia a minha disciplina
e dá as costas às minhas palavras!

18 Você vê um ladrão e já se torna seu cúmplice,
e com adúlteros se mistura.

19 Sua boca está cheia de maldade
e a sua língua formula a fraude.

20 Deliberadamente você fala contra o seu irmão
e calunia o filho de sua própria mãe.

21 Ficaria eu calado
diante de tudo o que você tem feito?
Você pensa que eu sou como você?
Mas agora eu o acusarei diretamente,
sem omitir coisa alguma.

22 "Considerem isto,
vocês que se esquecem de Deus;
caso contrário os despedaçarei,
sem que ninguém os livre.

23 Quem me oferece sua gratidão
como sacrifício honra-me,
e eu mostrarei a salvação de Deus
ao que anda nos meus caminhos".

Salmos 73

1 Certamente Deus é bom para Israel,
para os puros de coração.

2 Quanto a mim, os meus pés quase tropeçaram;
por pouco não escorreguei.

3 Pois tive inveja dos arrogantes
quando vi a prosperidade desses ímpios.

4 Eles não passam por sofrimento
e têm o corpo saudável e forte.

5 Estão livres dos fardos de todos;
não são atingidos por doenças
como os outros homens.

6 Por isso o orgulho lhes serve de colar,
e eles se vestem de violência.

7 Do seu íntimo brota a maldade;
da sua mente transbordam maquinações.

8 Eles zombam e falam com más intenções;
em sua arrogância ameaçam com opressão.

9 Com a boca arrogam a si os céus,
e com a língua se apossam da terra.

10 Por isso o seu povo se volta para eles
e bebe suas palavras até saciar-se.

11 Eles dizem: "Como saberá Deus?
Terá conhecimento o Altíssimo?"

12 Assim são os ímpios;
sempre despreocupados,
aumentam suas riquezas.

13 Certamente me foi inútil
manter puro o coração
e lavar as mãos na inocência,

14 pois o dia inteiro sou afligido,
e todas as manhãs sou castigado.

15 Se eu tivesse dito: "Falarei como eles",
teria traído os teus filhos.

16 Quando tentei entender tudo isso,
achei muito difícil para mim,

17 até que entrei no santuário de Deus,
e então compreendi o destino dos ímpios.

18 Certamente os pões em terreno escorregadio
e os fazes cair na ruína.

19 Como são destruídos de repente,
completamente tomados de pavor!

20 São como um sonho
que se vai quando acordamos;
quando te levantares, Senhor,
tu os farás desaparecer.

21 Quando o meu coração estava amargurado
e no íntimo eu sentia inveja,

22 agi como insensato e ignorante;
minha atitude para contigo
era a de um animal irracional.

23 Contudo, sempre estou contigo;
tomas a minha mão direita e me susténs.

24 Tu me diriges com o teu conselho,
e depois me receberás com honras.

25 A quem tenho nos céus senão a ti?
E, na terra, nada mais desejo
além de estar junto a ti.

26 O meu corpo e o meu coração
poderão fraquejar,
mas Deus é a força do meu coração
e a minha herança para sempre.

27 Os que te abandonam sem dúvida perecerão;
tu destróis todos os infiéis.

28 Mas, para mim, bom é estar perto de Deus;
fiz do Soberano Senhor o meu refúgio;
proclamarei todos os teus feitos.

Salmos 79

1 Ó Deus, as nações invadiram a tua herança,
profanaram o teu santo templo,
reduziram Jerusalém a ruínas.

2 Deram os cadáveres dos teus servos
às aves do céu por alimento;
a carne dos teus fiéis, aos animais selvagens.

3 Derramaram o sangue deles como água
ao redor de Jerusalém,
e não há ninguém para sepultá-los.

4 Somos objeto de zombaria
para os nossos vizinhos,
de riso e menosprezo
para os que vivem ao nosso redor.

5 Até quando, Senhor?
Ficarás irado para sempre?
Arderá o teu ciúme como o fogo?

6 Derrama a tua ira sobre as nações
que não te reconhecem,
sobre os reinos
que não invocam o teu nome,

7 pois devoraram Jacó,
deixando em ruínas a sua terra.

8 Não cobres de nós
as maldades dos nossos antepassados;
venha depressa ao nosso encontro
a tua misericórdia,
pois estamos totalmente desanimados!

9 Ajuda-nos, ó Deus, nosso Salvador,
para a glória do teu nome;
livra-nos e perdoa os nossos pecados,
por amor do teu nome.

10 Por que as nações haverão de dizer:
"Onde está o Deus deles?"
Diante dos nossos olhos, mostra às nações
a tua vingança pelo sangue dos teus servos.

11 Cheguem à tua presença
os gemidos dos prisioneiros.
Pela força do teu braço
preserva os condenados à morte.

12 Retribui sete vezes mais aos nossos vizinhos
as afrontas com que te insultaram, Senhor!

13 Então nós, o teu povo,
as ovelhas das tuas pastagens,
para sempre te louvaremos;
de geração em geração
cantaremos os teus louvores.

Salmos 82

1 É Deus quem preside a assembleia divina;
no meio dos deuses, ele é o juiz.

2 "Até quando vocês vão absolver os culpados
e favorecer os ímpios?

3 "Garantam justiça para os fracos
e para os órfãos;
mantenham os direitos dos necessitados
e dos oprimidos.

4 Livrem os fracos e os pobres;
libertem-nos das mãos dos ímpios.

5 "Eles nada sabem, nada entendem.
Vagueiam pelas trevas;
todos os fundamentos da terra estão abalados.

6 "Eu disse: 'Vocês são deuses,
todos vocês são filhos do Altíssimo'.

7 Mas vocês morrerão como simples homens;
cairão como qualquer outro governante."

8 Levanta-te, ó Deus, julga a terra,
pois todas as nações te pertencem.