A Páscoa (episódio bíblico)

Compartilhar no Facebook

Todas as passagens da Bíblia sobre o episódio "A Páscoa".

Este episódio está presente em:

Leia todos os textos deste episódio:

Êxodo 12

1 O Senhor disse a Moisés e a Arão, no Egito:

2 "Este deverá ser o primeiro mês do ano para vocês.

3 Digam a toda a comunidade de Israel que no décimo dia deste mês todo homem deverá separar um cordeiro ou um cabrito, para a sua família, um para cada casa.

4 Se uma famí­lia for pequena demais para um animal inteiro, deve dividi-lo com seu vizinho mais próximo, conforme o número de pessoas e conforme o que cada um puder comer.

5 O animal escolhido será macho de um ano, sem defeito, e pode ser cordeiro ou cabrito.

6 Guardem-no até o décimo quarto dia do mês, quando toda a comunidade de Israel irá sacrificá-lo, ao pôr do sol.

7 Pas­sem, então, um pouco do sangue nas laterais e nas vigas superiores das portas das casas nas quais vocês comerão o animal.

8 Naquela mesma noite comerão a carne assada no fogo, com ervas amargas e pão sem fermento.

9 Não comam a carne crua, nem cozida em água, mas assada no fogo: cabeça, pernas e vísceras.

10 Não deixem sobrar nada até pela manhã; caso isso aconteça, queimem o que restar.

11 Ao comerem, estejam pron­tos para sair: cinto no lugar, sandá­lias nos pés e cajado na mão. Comam apres­sa­damente. Esta é a Páscoa do Senhor.

12 "Naquela mesma noite passarei pelo Egito e matarei todos os primogênitos, tanto dos homens como dos animais, e executarei juízo sobre todos os deuses do Egito. Eu sou o Senhor!

13 O sangue será um sinal para indicar as casas em que vocês estiverem; quando eu vir o sangue, passarei adiante. A praga de destrui­ção não os atingirá quando eu ferir o Egito.

14 "Este dia será um memorial que vocês e todos os seus descendentes celebrarão como festa ao Senhor. Celebrem-no como decreto perpétuo.

15 Durante sete dias comam pão sem fermento. No primeiro dia tirem de casa o fermento, porque quem comer qual­quer coisa fermentada, do primeiro ao sétimo dia, será eliminado de Israel.

16 Convoquem uma reunião santa no primeiro dia e outra no sétimo. Não façam nenhum trabalho nesses dias, exceto o da preparação da comida para todos. É só o que poderão fazer.

17 "Celebrem a festa dos pães sem fer­mento, porque foi nesse mesmo dia que eu tirei os exércitos de vocês do Egito. Celebrem esse dia como decreto perpétuo por todas as suas gerações.

18 No primeiro mês comam pão sem fermento, desde o entardecer do décimo quarto dia até o entardecer do vigésimo primeiro.

19 Du­rante sete dias vocês não deverão ter fermento em casa. Quem comer qualquer coisa fermenta­da será eliminado da comunidade de Israel, seja estrangeiro, seja natural da terra.

20 Não comam nada fermentado. Onde quer que morarem, co­mam apenas pão sem fermento".

21 Então Moisés convocou todas as auto­ridades de Israel e lhes disse: "Escolham um cordeiro ou um cabrito para cada família. Sacrifiquem-no para celebrar a Páscoa!

22 Mo­lhem um feixe de hissopo no sangue que estiver na bacia e passem o sangue na viga superior e nas laterais das portas. Nenhum de vocês pode­rá sair de casa até o amanhecer.

23 Quando o Senhor passar pela terra para matar os egípcios, verá o sangue na viga superior e nas laterais da porta e passará sobre aquela porta, e não permitirá que o destruidor entre na casa de vocês para matá-los.

24 "Obedeçam a essas instruções como decreto perpétuo para vocês e para os seus des­cendentes.

25 Quando entrarem na terra que o Senhor prometeu dar a vocês, celebrem essa ceri­mônia.

26 Quando os seus filhos pergunta­rem: 'O que significa esta cerimônia?',

27 respondam-lhes: É o sacrifício da Páscoa ao Senhor, que passou sobre as casas dos israelitas no Egito e poupou nossas casas quando ma­tou os egípcios". Então o povo curvou-se em adoração.

Números 28

16 "No décimo quarto dia do primeiro mês é a Páscoa do Senhor.

17 No décimo quinto dia desse mês haverá uma festa; durante sete dias comam pão sem fermento.

18 No primeiro dia convoquem uma santa assembleia e não façam trabalho algum.

19 Apresentem ao Senhor uma oferta preparada no fogo, um holocausto de dois novilhos, um carneiro e sete cordeiros de um ano, todos sem defeito.

20 Para cada novilho preparem uma oferta de cereal de três jarros da melhor farinha amassada com óleo; para o carneiro, dois jarros;

21 e para cada cordeiro, um jarro.

22 Ofereçam um bode como sacrifício pela culpa, para fazer propiciação por vocês.

23 Apresentem essas ofertas além do holocausto diário oferecido pela manhã.

24 Façam assim diariamente, durante sete dias: apresentem a comida para a oferta preparada no fogo, de aroma agradável ao Senhor; isso será feito além do holocausto diário e da sua oferta derramada.

25 No sétimo dia convoquem uma santa reunião e não façam trabalho algum.

Deuteronômio 16

1 "Observem o mês de abibe e celebrem a Páscoa do Senhor, o seu Deus, pois no mês de abibe, de noite, ele os tirou do Egito.

2 Ofereçam como sacrifício da Páscoa ao Senhor, o seu Deus, um animal dos rebanhos de bois ou de ovelhas, no local que o Senhor escolher para habitação do seu Nome.

3 Não o comam com pão fermentado, mas durante sete dias comam pães sem fermento, o pão da aflição, pois foi às pressas que vocês saíram do Egito, para que todos os dias da sua vida vocês se lembrem da época em que saíram do Egito.

4 Durante sete dias não permitam que seja encontrado fermento com vocês em toda a sua terra. Tampouco permitam que alguma carne sacrificada à tarde do primeiro dia permaneça até a manhã seguinte.

5 "Não ofereçam o sacrifício da Páscoa em nenhuma das cidades que o Senhor, o seu Deus, der a vocês;

6 sacrifiquem-na apenas no local que ele escolher para habitação do seu Nome. Ali vocês oferecerão o sacrifício da Páscoa à tarde, ao pôr do sol, na data da sua partida do Egito.

7 Vocês cozinharão a carne do animal e a comerão no local que o Senhor, o seu Deus, escolher. E, pela manhã, cada um de vocês voltará para a sua tenda.

8 Durante seis dias comam pão sem fermento e no sétimo dia façam uma assembleia em honra ao Senhor, o seu Deus; não façam trabalho algum.